Como fazer pesquisa de palavras-chave avançada no E-commerce

A pesquisa de palavras-chave é uma etapa de grande importância para garantir o crescimento orgânico de um e-commerce. E é sobre isso que Lucas Maranho tratou no webinar “Pesquisa de palavras-chave avançada: como fazer no E-Commerce”, apresentado na véspera da Black Friday para o canal da E-commerce Brasil. 

Confira o resumo do que rolou e aprenda como fazer uma busca de keywords para seu e-commerce a nível avançado!

O impacto do keyword research nos canais de tráfego

Você, que tem loja virtual, sabe qual a importância de fazer uma boa pesquisa de palavras-chave? Basicamente, ela impacta em todos os canais de tráfego – é a partir da busca pelas melhores keywords que entendemos as intenções do usuário e as tendências de busca, colocando o SEO como eixo central de todos os canais.

Os 3 tipos de palavra-chave: qual a diferença entre eles?

tipos de palavras-chave existentes. são elas: palavra-chave navegacional, palavra-chave transacional e palavra-chave informacional

O primeiro passo para selecionar as melhores keywords para seu site é compreender quais são seus diferentes tipos e aplicações. Existem basicamente três tipos de palavras-chave: navegacional, transacional e informacional. 

Vale destacar que cada uma dessas modalidades se diferenciam, basicamente, pela intenção de busca. O que o seu usuário pretende fazer ao realizar determinadas pesquisas no Google? Entenda melhor cada uma delas e qual a intenção atrelada: 

Palavra-chave navegacional

As keywords navegacionais são as que envolvem palavras específicas, quando o usuário já sabe o que quer. São buscas que têm um destino certo, como “WhatsApp web” , ou “Segunda Guerra Mundial Wikipédia ”, por exemplo, que mostram informações em um domínio específico.

Ou seja, o Google sabe onde o usuário quer ir, ele funciona apenas como uma ponte, para levá-lo ao seu destino de uma maneira mais facilitada – afinal, nem todos pretendem adicionar o URL completo na barra de endereços, sabendo que o Google vai oferecer o que se procura na SERP com a simples inserção da keyword + o nome da marca

Palavra-chave transacional

Neste caso, o usuário também já sabe o que quer: está focado em um processo de compra. Nesse tipo de keyword, há grandes chances de conversão por parte do usuário. 

Um exemplo de busca com palavra-chave transacional é: “marca + produto”. Somente com esses termos, o buscador já compreende que sua intenção é encontrar o produto ideal e já entrega as mercadorias que considera mais adequadas em relação ao seu perfil. 

Há tipos de buscas transacionais que combinam a fórmula anterior com termos como: “desconto” , “ preço ” , “ valor ” , “ comprar ”. Dessa forma, não haverá dúvida que o objetivo do navegante é finalizar uma compra. 

Palavra-chave informacional 

As keywords informacionais, como o nome sugere, têm objetivo de entregar informação ao usuário e estão relacionadas às buscas marcadas com expressões, como:

  • Por que;
  • Como;
  • Saiba;
  • Aprenda; 
  • Descubra;
  • Entenda;
  • O que;
  • Quando;
  • Dicas.

Esses termos indicam a necessidade do usuário em encontrar conteúdos que lhes ensinem algo, que resolvam problemas ou tirem dúvidas. 

Sendo assim, as palavras-chave informacionais são as mais adequadas para blogs. Elas podem dar insights ao usuário, apresentar um tutorial, dar uma notícia ou uma dica, por exemplo. 

As intenções de busca por trás da informação

Saber: elas são parte da intenção informacional. Já que o usuário busca conhecimento sobre algo. Isso engloba qualquer tipo de saber, desde fatos históricos até coisas do dia a dia. 

Fazer: esse tipo de intenção também é englobada nas informacionais, porém, nesse caso espera-se auxílio para a execução de uma ação. Mais que saber, o usuário deseja colocar a mão na massa.

Navegar: possui, basicamente, a mesma classificação das buscas chamadas “navegacionais”, trata-se das pesquisas que possuem ponto de partida e de chegada – buscas por marcas, por exemplo.

Ir pessoalmente: por mais que essa busca  tenha uma fachada informacional, ela se difere na prática. Afinal, aqui o usuário deseja saber onde fica determinado lugar, ele quer chegar em algum ponto. Um post com 800 palavras seria logo descartado, pois a intenção de buscas é para algo objetivo, como um mapa.

Quais os tipos mais adequados para um E-commerce?

Dentro dos tipos de palavras-chave existem duas subcategorias: as keyword de caráter sazonal e de caráter evergreen. Entenda: 

  • Sazonal: as palavras-chave dessa natureza são temporais, ocupam um espaço de tempo determinado. Por exemplo: black friday, brindes para ano novo, presente de dia dos pais etc. Ou seja, são buscas que acontecem em determinadas épocas do ano. 
  • Evergreen: são termos atemporais, que crescem continuamente e ganham autoridade com o passar do tempo. Por exemplo: agência de SEO.

Observando esses dois cenários, podemos concluir que ambas as categorias são bem-vindas ao e-commerce, mas focar em keywords evergreen deve ser a prioridade se o objetivo é fortalecer o branding. 

Relação entre “volume de busca”, “KD” e a “intenção de busca”

Além da intenção de busca, toda palavra-chave apresenta um volume de busca e uma dificuldade de ranqueamento. Entenda os conceitos:

  • Volume de Busca: é a quantidade de vezes que uma palavra-chave é pesquisada mensalmente ou anualmente;
  • Keyword Difficulty (KD): é a mensuração da dificuldade de ranquear palavras-chave no Google. Quanto mais abrangente, mais difícil será;
  • Intenção de Busca: representa o objetivo que o usuário quer alcançar. Por exemplo: se quer aprender algo, encontrar algo ou comprar algo. 

Entendendo que o volume de busca é o nível de popularidade da keyword, concluímos que todos esses termos estão estritamente relacionados: quanto maior o volume de busca de determinada palavra-chave, maior é a dificuldade de conseguir um bom posicionamento com esse mesmo termo.  

gráfico que mostra a diferença entre palavras-chave head tail, middle tail, short tail e long tail dentro do e-commerce, juntamente com o volume de busca de cada uma

A intenção do usuário, por sua vez, é determinante para decidir onde trabalhar cada tipo de keyword no site, considerando seu volume e dificuldade. Confira o esquema gráfico a seguir: 

tabela de palavras-chave para um e-commerce que vende tênis, onde tenis é uma head tail e se aplica numa categoria, tenis masculino é uma middle tail e se aplica na marca ou sub-categoria, tenis nike masculino é uma short tail e aplica numa sub-categoria e tenis nike vapormaz masculino é uma long tail e se aplica em um produto.

Essa tabela ilustra como é determinado o local de aplicação de cada keyword considerando suas características. A keyword “tênis”, por exemplo, é genérica, com grande volume de busca e, consequentemente, está localizada no topo do funil de vendas, podendo conferir diferentes resultados para responder a diferentes intenções de busca. Nesse sentido, o local mais adequado é, geralmente, uma categoria de nível 1. 

Como escolher as principais palavras-chave para seu E-commerce? 

As melhores dicas para escolher as keywords para trabalhar em seu site são:

Adequar-se à persona: respeite e responda a intenção do usuário;  

Entender o objetivo: qual o propósito: fortalecer o branding e a autoridade da marca? Posicionar uma categoria? Posicionar um produto específico? Essa etapa é fundamental;

Analisar os concorrentes: entenda no que eles se posicionam e trace como meta;

Utilizar ferramentas adequadas: com ferramentas você consegue diagnosticar volume, intenção de busca e palavras-chave relacionadas. Alguns exemplos de ótimas ferramentas são: 

  • Keyword tool;
  • Ubersuggest;
  • Semrush;
  • Answer the public;
  • Ahrefs;
  • Google Ads.

Palavras-chave e SEO: onde aplicar no E-Commerce?

Existem diversos lugares para aplicar as keywords em um e-commerce e fortalecer o tráfego orgânico. 

Blogposts

Ter um blog vinculado ao e-commerce é uma ótima oportunidade para conquistar acessos por meio de keywords informacionais. 

Categorias/subcategorias

Aplicar keyword nas categorias é uma das principais estratégias de fortalecimento de keywords head tail, middle tail ou short tail. Por exemplo: “tênis” ou “tênis masculino” – é ideal para topo e meio do funil de vendas.

Páginas de produtos

Nesse caso, as palavras-chave long long tail são as mais adequadas, justamente porque é a partir desse tipo de keyword que o usuário encontra um produto específico, utilizando termos mais aprofundados como modelo, marca e especificidades. Por exemplo: “tênis masculino Nike para corrida azul” – ou seja, é ideal para o fundo do funil de vendas.

Meta tags

Quando falamos de meta tags, muitos pensam que estamos tratando apenas de meta titles e meta descriptions. A abrangência é muito maior: além desses campos, é possível adicionar keywords estrategicamente em: heading tags (H1, H2, H3 …), no próprio nome da imagem, no Alt text… São inúmeros locais possíveis. 

URL

Esse campo é mais conhecido no momento de adicionar a keyword, mas um cuidado que devemos tomar nesse caso é evitar o keyword stuffing – a repetição excessiva do termo que buscamos posicionar. 

Por ser desagradável ao usuário, o Google entende como uma técnica tendenciosa. Nesse sentido, o campo semântico deve ser bem trabalhado para tornar a leitura mais fluida e evitar a poluição de keywords. 

E aí, curtiu nosso conteúdo de hoje? Esperamos ter te ajudado a compreender como a pesquisa de palavras-chave se aplica no seu e-commerce. Se quiser receber mais conteúdos como este, inscreva-se em nosso site e não perca nossos webinars! 

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Deixe nos comentários ou entre em contato diretamente conosco – vamos adorar bater um papo com você. 

Até a próxima!

Deixe um comentário

Webinars relacionados