Reproduzir vídeo

Backlinks e SEO: Como Conquistar Tráfego Qualificado

Conteúdo
Conteúdo

A gente entende que rejeitar fórmulas milagrosas pode ser uma pílula difícil de engolir. Mas acredite: vale a pena! Isso nos faz ver com clareza as estratégias que são de fato eficazes para um crescimento saudável, solidificado e constante.

Hoje, vamos falar da utopia de um SEO baseado em Backlinks, ou a clássica concepção dos backlinks como uma ferramenta perfeita para um impulsionamento do seu tráfego orgânico. Vamos entender qual o seu real papel na otimização para mecanismos de busca e como utilizá-lo com os pés no chão, de maneira realista!

Meu nome é Lorena Martins, Content Engineer, e vou te contar tudo o que aprendemos sobre o assunto no último Webinar com Lucas Maranho, CEO e especialista na liveSEO. Vem compreender melhor o seu tráfego e as ferramentas disponíveis para te fazer crescer.

Como os backlinks se encaixam na “mente” do Google?

Sempre iniciamos nossas explicações de SEO analisando brevemente o funcionamento do Google, uma jogada clássica dos nossos Webinars – afinal, se a gente não conhece o terreno, é impossível definir para onde queremos ir. De maneira bem simplificada, o Google funciona em 3 passos:

1. Rastreio: antes de tudo, o Google deve encontrar seu site. Ele faz isso por dois caminhos: 1) por meio de um backlink de um site já rastreado; 2) por meio do cadastro no Google Search Console.

2. Indexação: depois de rastreado, o Google faz a indexação do seu site. Ou seja, insere o seu domínio dentro dos bancos de dados do buscador, selecionando a “gaveta” correta para que o seu site seja listado junto dos demais que tratam do mesmo assunto. Novamente: esta é uma simplificação bastante didática; há infinitos fatores envolvidos neste processo.

3. Classificação: a classificação do seu site utiliza infinitos dados recolhidos lá na etapa de rastreio, como estrutura, arquitetura, usabilidade, texto, imagens, vídeo, velocidade, etc. De posse dessas (milhares de) informações, o Google classifica seu site de acordo com dois critérios: a relevância e a autoridade. São esses dois elementos os responsáveis por sua posição na página de resultados!

Finalmente nos aproximamos dos backlinks, pois é pela compreensão da relevância e da autoridade de um site que podemos encontrar seu real papel no ranqueamento. Como sempre, comecemos com algumas definições:

  • Relevância: interferem na relevância todos aqueles elementos On-Page que citamos acima. Quando o usuário procura por uma informação específica, o Google ranqueia em seu banco de dados aqueles resultados que melhor respondem aos critérios de rastreio. Cada elemento importa: da escrita do conteúdo à arquitetura WEB utilizada.
  • Autoridade: para Lucas Maranho, há uma palavra bem mais adequada para nomear o conceito: popularidade. Quanto maior for a popularidade do seu domínio, melhor posicionado ele estará na SERP. E o que é um domínio popular? Um domínio com muitos backlinks é, necessariamente, um site com boa popularidade?

Os backlinks são as maiores fontes de autoridade?

E aqui cai por terra o grande mito que tentamos desbancar com nosso Webinar: os backlinks estão longe de ser os maiores responsáveis pelos níveis de autoridade (ou popularidade) de um site.

Atualmente, essa popularidade pode ser gerada por infinitos movimentos plenamente identificáveis pelo mecanismo de busca. A mera menção do nome do seu domínio em um site importante, por exemplo, já pode ser identificada e rastreada assim como acontece um um backlink. Este é um pequeno exemplo dentre milhares de elementos que atuam, em conjunto, na construção da sua identidade online.

É claro: inserir links posicionados estrategicamente ainda é muito importante. No entanto, sua relevância é a mesma que a dos milhares de outros fatores levados em conta nos processos de ranqueamento. Investir todos seus esforços de SEO na construção de backlinks é ignorar um universo complexo de possibilidades que, quando esquecidas, cobram um preço caro!

SEO baseado em backlinks: por que é uma utopia?

seo baseado em backlinks

Num mundo perfeito (uma utopia!) fazer SEO seria muito simples: construiríamos e compraríamos a maior quantidade possível de backlinks; onde couber, é só colocar! Pronto, seu site estaria muito bem posicionado, sem as implicações ou complicações tão típicas da dura realidade.

Já deu pra notar que não vivemos num mundo perfeito, e o SEO desse mundo aqui é bem mais complicado do que fazem parecer. Infelizmente, enxergar essa prática como a grande solução para o seu SEO faz parte de uma concepção ultrapassada e utópica do ranqueamento. Vamos entender, então, por que um SEO baseado em backlinks é uma grande utopia:

  • Eles ocupam apenas parte dos fatores: costuma-se dizer por aí que o SEO possui 200 fatores de relevância. Esta é mais uma ideia bastante embolorada de um SEO estacionado no tempo. Maranho nos lembra que, apenas com as atualizações do BERT e do Hummingbird, já contamos centenas de fatores em cada. De fato, os backlinks são uma dentre as milhares de parcelas dessa equação.
  • Autoridade não é backlink: de início, devemos diferenciar autoridade de popularidade. Depois, lembrar que os backlinks não são sinônimo de autoridade. Sobre isso, trataremos melhor adiante.
  • Volume X Qualidade: se backlinks significam mais tráfego, quanto mais, melhor, certo? Infelizmente, isso se afasta bastante da realidade do SEO moderno. O responsável por isso é o algoritmo base do Google, o PageRank, que mede a relevância e autoridade das páginas com base na quantidade e qualidade dos links que ela recebe.

Essa base com mais de 25 anos de existência foi aperfeiçoada e ganhou uma complexidade gigantesca. Mesmo assim, ainda merece toda a nossa atenção – seus fundamentos permanecem inalterados e têm muito a ensinar!

O que define a qualidade do seu backlink?

Já entendemos que, ao invés de buscar quantidade a todo custo, faz muito mais sentido focar na qualidade dos seus backlinks. Afinal, o que é um backlink de qualidade? A seguir, compreenda os elementos-chave:

1) Localização:

Sobre a importância do posicionamento ou localização de um link dessa natureza, Bill Slawski, fundador da SEO by the sea, tem a explicação mais clara e precisa:

“Se um link estiver na área de conteúdo principal de uma página, usar uma fonte e uma cor que possam destacá-lo, usar texto que torne algo provável que alguém clique nele, ele poderá repassar uma boa quantidade de Page Rank. Por outro lado, se ele combinar recursos que diminuem a quantidade de cliques, como cores semelhantes a do restante do texto da página, no mesmo tipo de fonte e usando texto âncora pouco interessante às pessoas, não passará muito PageRank”.

Ou seja: não dá pra subestimar o poder de rastreio do Google. Ele consegue identificar táticas pouco éticas de SEO, incluindo a inserção de backlinks escondidos em vírgulas e pontos, por exemplo. Quanto mais enfático e natural for o link – que consequentemente estará bem integrado ao conteúdo da página, adicionando valor ao que ali se diz – mais efetivo ele será.

2) Relevância

Seu link faz sentido? Ele facilita a vida de alguém? Dá pra surfar? Todas essas questões se relacionam à relevância do seu backlink.

O Surfer Model, uma patente do Google, é um modelo de dados que mostra a probabilidade de que um “surfista da web” chegue a uma página “X” clicando aleatoriamente em links diversos ali posicionados. Recentemente, foi aperfeiçoado e substituído pelo Reasonable Surfer Model, um novo modelo que, dessa vez, leva em conta todos aqueles parâmetros de localização, cor e anchor text que acabamos de citar.

A partir desse modelo, o buscador pode dizer se o link da sua página adicionado à uma outra página ajuda na navegabilidade dos usuários deste domínio. Se sim, ambos os domínios são beneficiados. Isso quer dizer que vale a pena ficar de olho tanto nos links que você insere na sua página quanto naqueles que você recebe de outros sites!

3) Autoridade

Quem fornece um backlink para o seu site tem autoridade? Novamente, lembremo-nos dos mecanismos de PageRank, que medem a autoridade que você receberá analisando a autoridade e relevância dos sites que te dão backlinks. Receber poucos backlinks de fontes relevantes e que se relacionem de maneira orgânica ao seu conteúdo pode ser bem mais vantajoso que colecionar dezenas de menor valor.

4) Tráfego

Quem possui relevância também tem um bom tráfego. Com mais pessoas visitando o site que lhe fornece backlinks, maior a probabilidade de que usuários interessados cliquem no seu domínio. É claro que este critério não deve ser observado sozinho: um link referenciando seu site com pouca relação com o seu nicho ou produto não terá o mesmo efeito.

5) Etiquetas

Algumas tags HTML definem o comportamento dos backlinks no seu domínio e como eles são interpretados pelo mecanismo de busca. São elas:

  • Follow: indica que a relevância do link será repassada para a página destino.
  • No follow: indica que a relevância do link não será transferida à página destino. Hoje, no entanto, já sabemos que links no-follow passam autoridade!
  • UGC: tag utilizada para “User Generated Content”, ou Conteúdo Gerado pelo Usuário.
  • Sponsored: links patrocinados por parceiros.

6) Anchor Text

Os anchor texts, ou “textos âncora”, são as palavras específicas sobre as quais seu link é anexado. Elas são tão importantes quanto todos os demais fatores citados até aqui, e podem alterar consideravelmente a maneira com que o buscador avalia e valora seus backlinks.

São elas as responsáveis por informar ao “surfista” que tipo de informação ele encontrará ao clicar no link, e por isso interferem bastante na navegação. A seguir, listamos os 4 possíveis tipos de Anchor Texts:

  • URL: seu link é colocado sobre uma URL. Exemplo: liveseo.com.br
  • Branded: um link para sua página é colocado sobre o nome da sua empresa. Exemplo: Agência liveSEO.
  • Generic: o link é inserido sobre um texto genérico, sem conexões semânticas com o conteúdo da página de destino: Exemplo: clique aqui, acesse o site.
  • Keyword: o link é colocado sobre uma palavra chave de interesse que se conecta diretamente ao conteúdo da página de destino. Exemplo: agência de SEO, com um link para a página da liveSEO.

Comprar backlinks é vantajoso?

comprar backlinks é vantajoso

Costumamos dizer que o SEO possui uma maneira muito pragmática e realista de enxergar o tráfego orgânico e a corrida pelo primeiro lugar. Os consultores dessa área com certeza serão os primeiros a te dizer a dura verdade: seu site não estará no topo da SERP da noite para o dia. Pelo menos não de maneira duradoura e vantajosa.

Eles também serão os primeiros a te aconselhar com firmeza sobre os malefícios da compra de backlinks, uma das práticas de SEO black hat que podem penalizar seu site e te fazer perder o dinheiro investido. Não caia nessa.

O Google valoriza a naturalidade e honestidade dos conteúdos, avaliando a entrega real de valor que a sua página promove. Entram na equação tanto os links que você dá para outras páginas quanto aqueles que você recebe de diversas fontes. Por isso, observe bem os critérios de qualidade que acabamos de citar e prefira uma abordagem mais conservadora!

Como conseguir backlinks saudáveis com mais facilidade

Já que a construção artificial de backlinks foi riscada de nossa lista de possibilidades, resta a pergunta: há maneiras honestas de conseguir mais e melhores backlinks? Dê uma olhada nas estratégias que selecionamos:

1) Considere a criação de um blog: conteúdos de blog são mais fáceis de linkar pois oferecem informações úteis às pessoas. Crie conteúdos de qualidade, e aí é só procurar parceiros que façam sentido!

2) Crie posts skyscraper: a técnica Skyscraper consiste na alimentação de um post completo e relevante para que este supere os conteúdos de todos os seus concorrentes. Depois de bem consolidado, o post deve angariar os backlinks dos domínios cujo conteúdo você superou.

3) Aproveite os gaps dos seus parceiros: encontrou um link quebrado num site relevante e coerente e sente que a sua página poderia estar linkada ali? Proponha a troca por um link para o seu site!

Curtiu? Não se esqueça de que tem Webinar novo todos os meses, e vale a pena se cadastrar para não perder nada. Enquanto o próximo não chega, confira nossos encontros anteriores, cheios de conteúdo de qualidade. Por aqui, acreditamos que a informação e o planejamento são os passos mais importantes para o seu sucesso.

Até a próxima, astronauta! 😉

Lucas Maranho
Lucas Maranho
Fundador da liveSEO, Agência com foco em SEO que atende e já atendeu E-Commerces no Brasil, Espanha, Estados Unidos, Israel, Paraguai e Polônia, Chile, Colombia, México, desenvolvendo o SEO técnico e de conteúdo com foco em resultados orgânicos.
Especialistas participantes:

Lucas Maranho

CEO / Founder

Fundador da liveSEO, Agência com foco em SEO que atende e já atendeu E-Commerces no Brasil, Espanha, Estados Unidos, Israel, Paraguai e Polônia, Chile, Colombia, México, desenvolvendo o SEO técnico e de conteúdo com foco em resultados orgânicos.

Avalie o webinar:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *