Como o Google Funciona: passo a passo!

Olá, astronautas! Sejam muito bem vindos à órbita da liveSEO novamente. Eu sou a Aline, Engenheira de Conteúdo e tripulante responsável por conduzir você na aventura de descobrir como o Google funciona!

Entender a forma como esse mecanismo de busca funciona, em profundidade, é essencial para fazer seu e-commerce decolar. Afinal, temos grande dependência em sermos encontrados para então, finalmente, criarmos uma relação com nosso cliente.

Como sabemos, milhões de pessoas pesquisam os mais diferentes tipos de assuntos todos os dias. Muitas delas dependem dos resultados encontrados para entender conteúdos de seus interesses, para realizar compras e muitas vezes até para tomar decisões.

Por isso, o buscador é muito comprometido em entregar ao usuário conteúdos que sejam realmente relevantes, que correspondam à sua intenção de busca e agregam valor ao seu dia a dia até nos detalhes mais simples.

De início, precisamos levar em consideração o fato de que a Google é uma empresa altamente tecnológica, que está sempre um passo à frente no que diz respeito a inovações. Sendo assim, é muito provável que, inclusive esse texto, precise passar por recorrentes mudanças, atualizações e ajustes, de acordo com esses avanços.

Vejamos, portanto, como o Google (buscador) funciona, passo a passo.

Entenda o que acontece quando você faz uma pesquisa  “na web” 

Nosso primeiro passo está relacionado com a Pesquisa, de forma bem geral. Pois, o primeiro fator que precisamos entender é que quando buscamos por algo no Google não estamos exatamente fazendo uma pesquisa na web, mas sim, nos índices do Google

Os índices do Google funcionam como uma biblioteca. Trata-se da maior biblioteca do mundo, com conteúdos de todos os tipos, que respondem a qualquer tipo de pergunta, vinda de qualquer usuário.

Para que um conteúdo seja apresentado a você, ele precisa estar indexado ao banco de dados do buscador, essa biblioteca. Poderíamos dizer, em termos explicativos, que o Google só rankeia o que já rastreou e indexou previamente. 

Mas se existem milhões de resultados possíveis, o que leva o Google a escolher justamente aquele que você está disponibilizando? Essa é uma das perguntas que buscamos responder neste material e para isso, precisamos compreender o controle de qualidade das respostas exibidas pelo Google quando um conteúdo é pesquisado. 

Para o buscador, os resultados da pesquisa precisam ter o foco voltado para o usuário, por isso, precisar corresponder, no mínimo, aos seguintes fatores:

  • Apresentar um conteúdo confiável, responsivo, relevante e que seja correspondente à busca.
  • Ser maximizado, aplicável às mais diferentes localidades, línguas e circunstâncias possíveis. 
  • Oferecer as informações de forma prática, útil e certeira. 
  • Não apresentar problemas de segurança (https) para o usuário, como o roubo de dados. 
  • Valorizar os produtores de conteúdo online e, com exceção dos anúncios, ser acessível e gratuita.

Esses são fatores básicos, imprescindíveis para o  buscador. Justamente por isso, ele conta com o Crawler, que avalia fatores específicos que garantem a oferta de um conteúdo apropriado. Ter, comprovadamente, um conteúdo relevante, por exemplo, exige que toda a sua plataforma seja otimizada. 

É justamente nesse ponto que o SEO faz toda a diferença. Como uma agência especializada em SEO,  podemos afirmar que desenvolver estratégias fundamentadas nas boas práticas do SEO é fundamental para alcançar resultados contínuos e melhorar a performance do site. 

Como o Google realiza o rastreio dos sites? 

O processo de rastreio de um site começa com base no sitemap disponibilizado pelo próprio site e dos rastreios antigos. Tudo isso acontece por meio de softwares, que chamamos Crawlers, Spiders (aranhas), bot, Googlebot e etc… esse é o segundo passo dentro desse nosso guia prático. 

como o google funciona rastreamento

Os crawlers buscam pelas páginas, analisam o conteúdo delas, enviam os dados para os servidores do Google, seguem seus links e são direcionados à uma nova página. Assim, o processo se reinicia nesta nova página. 

Ou seja, eles seguem os novos links e continuam encontrando outros, num processo contínuo, a ponto de formarem uma rede. Basicamente, esses rastreadores da web facilitam nosso trabalho, fazem a etapa pesada e nos apresentam conteúdos limpos.

Esse software tem seu foco voltado, especialmente, para sites novos, que sofreram alterações ou que possuem links não ativos. Assim, é possível delimitar quais sites serão rastreados, quantas páginas dele irão entrar nesse processo e com qual frequência isso acontecerá. 

É possível, inclusive, desabilitar páginas do seu site, para que o Google não faça esse rastreio, assim essas páginas não serão indexadas. Essa estratégia pode aumentar sua performance, mas para aplicá-la corretamente é preciso realizar uma análise técnica detalhada.

Como o Google organiza tudo isso? Conheça a Indexação

Com o rastreio realizado e cada um dos fatores técnicos devidamente documentados chegamos à indexação. Todo esse processo acontece em menos de meio segundo e assim, em um tempo inimaginável todas as informações estão nas mãos do Google.

como o google funciona indexacao das webs

Então, todos esses dados são armazenados pelo índice. Guardados na imensa biblioteca. Funciona como se o buscador abrisse uma “gaveta” sobre esse tema e ali, guardasse tudo o que podemos pesquisar sobre esse assunto.

O rastreio avalia uma vasta gama de fatores dentro do seu site. Podemos usar um exemplo simples para pontuar ao menos os detalhes técnicos mais importantes nesse momento.

Suponhamos que nós façamos a seguinte pesquisa no buscador do Google: qual o peso aproximado de um elefante?

Nesse momento, o software irá iniciar uma pesquisa por todo o índice do Google, irá pesquisar pela imensa biblioteca que citamos anteriormente e nesse caso, provavelmente encontrará uma quantidade gigante de conteúdo.

Então, como o Google entrega o melhor conteúdo para a busca?

Para definir qual é o conteúdo mais apropriado para a nossa busca, o buscador irá realizar ainda mais perguntas. São inúmeras, mais de 200 delas que envolvam o critério de Relevância. Por exemplo: 

  • Quantas vezes a keyword que você buscou está presente nesse texto? O Campo Semântico (LSI) está de acordo?
  • Ela aparece no Title, nas primeiras palavras do texto, nos URLs? Falamos especificamente sobre a importância das palavras chave nesse post: Tipos de keywords SEO para blog 
  • Esse site é um site responsivo? 
  • Considerando que a maior parte das buscas atualmente acontecem pelo celular, esse site possui o UX otimizado para o mobile?
  • Qual é a velocidade de carregamento da página
  • As imagens são otimizadas? 
  • Existe um bom fluxo de postagens?
  • O site é seguro?
  • A taxa de rejeição  desse site é muito grande?
  • Existem muitos links inativos? 
  • Esse conteúdo corresponde à intenção de busca do usuário?
  • Quantos backlinks esse site já recebeu? 
  • Qual é a autoridade que ele possui para falar sobre esse assunto? 
  • O CSS, HTML, conteúdos e vídeos são adequados? 
  • Existe histórico grande de Pogo Sticking?

Todos esses fatores são importantes para manter o “padrão de qualidade” dos resultados do Google, para que ele possa continuar entregando ao usuário um conteúdo de valor. As atualizações e mudanças do buscador sempre giram em torno de otimização nesse processo. 

É o caso das mudanças realizadas para que possamos estar mais conectados com a busca por voz, por exemplo, já que ela é uma grande tendência do universo digital. Falamos sobre isso em nosso post: A busca por voz, uma revolução no SEO!

O ponto de chegada: Rankeamento

E aí, astronauta, entendeu o motivo pelo qual só conseguimos ter um blog ou site com um bom rankeamento quando praticamos as boas práticas do SEO e entregamos ao Google um site do jeitinho que ele espera? 

como o google funciona o rankeamento

Afinal, o rankeamento é construído aos poucos. Produzindo conteúdos relevantes, mostrando ao Google novas mudanças e alterações em cada rastreio. Indicando aos Crawlers que estamos respondendo às métricas necessárias. 

Assim, o posicionamento orgânico chega, se estabelece e se perpetua. É bem verdade que o SEO é um trabalho à longo prazo, que exige uma atenção especial. No entanto, a liveSEO é especializada em otimizar e alinhar seu site às expectativas do Google. 

Sendo assim, que tal continuar acompanhando nosso blog? Por aqui, sempre trazemos novidades, dicas e sugestões de SEO para você. Navegue por nosso blog e encontre outros conteúdos que vão ajudar seu e-commerce decolar! 

1 comentário em “Como o Google Funciona: passo a passo!”

Deixe um comentário