Reproduzir vídeo

Plataforma VTEX: como ela afeta o SEO do site? Confira!

Conteúdo
Conteúdo

Não é novidade para ninguém que não existe plataforma de e-commerce perfeita. Mas isso não nos impede de buscar sempre as melhores, não é mesmo? E é por isso que preparamos um conteúdo para te contar mais detalhes sobre a VTEX, uma referência no mercado dentro e fora do Brasil.

Eu sou Isabela Bezerra, especialista SEO, e hoje vou explicar para você o que é a VTEX, alguns de seus recursos positivos para SEO e também problemas que encontramos durante o uso da plataforma. Mas fique tranquilo, falamos também sobre como corrigir essas situações!

Pronto para explorar? Nossa viagem intergalática no mundo do SEO começa agora!

O que é a VTEX?

Uma das gigantes do mercado digital, a VTEX é uma plataforma de e-commerce e Saas (Software as a Service ou software como serviço) que teve seu início nos anos 2000. Por oferecer muitos recursos para as empresas que optam por usá-la, ela é um dos programas mais utilizados por quem quer alocar sua loja virtual.

Na sua lista de funcionalidades, temos como destaque o gerenciamento unificado dos diferentes aspectos do e-commerce, gerenciamento de estoque, processamento de pedidos e integração de pagamentos. Além de tudo isso, ainda existem ferramentas para personalizar a experiência de seus clientes e muito mais. Dentre as opções da plataforma VTEX, temos as seguintes:

  • Plataforma VTEX;
  • Plataforma VTEX IO;
  • Fast Store VTEX;
  • Sistema VTEX OMS;
  • InStore;
  • VTEX Tracking;
  • VTEX Marketplace;
  • VTEX Assisted Sales (Suiteshare);
  • SmartCheckout VTEX.

A empresa começou aqui no Brasil, mas já é operacional em mais de 28 países. Isso faz com que os times de desenvolvimento peguem referências de diferentes partes do mundo e implementem tecnologias inovadoras para seus assinantes.

E já que falamos de VTEX IO, vale lembrar que temos um vídeo completinho sobre migração CMS na VTEX IO no canal da liveSEO no YouTube!

Funcionalidades da VTEX que são positivas para o SEO

Texto em bullet point sobre as funcionalidades da VTEX positivas para o SEO ao lado de ilustração de um homem com rosto feliz

Dentre os inúmeros recursos que a plataforma VTEX tem, separamos 3 que se destacam por suas vantagens no SEO!

1. Sua loja é 100% customizável

Sabe quando você usa uma plataforma de e-commerce que tem apenas modelos prontos e não te permite alterar quase nada? Esse não é um problema quando se trata da VTEX. O sistema é 100% personalizável, ou seja, você fica livre para criar uma experiência única para quem vai à sua loja. Isso faz com que o cliente se reconheça mais naquela comunicação e também nas opções disponibilizadas ali.

Isso é positivo para o SEO no sentido de que otimizar a experiência do usuário é um dos pilares para o ranqueamento orgânico. Nenhuma pessoa quer entrar em um site e se deparar com uma experiência de compra que não faça sentido com seus gostos ou que não forneça as informações que ela entende como importante. Por isso, a customização do site ajuda a criar esse rapport com o que entra em suas páginas.

2. Permite criar uma arquitetura de páginas otimizada

Por ser uma plataforma customizável, a VTEX permite que você crie uma estrutura de páginas organizada e coerente para facilitar a navegação de seu usuário. A taxonomia do site é um ponto importantíssimo na hora do rastreamento do Google encontrar os URLs como os de departamentos e produtos. Por isso, contar com uma plataforma que permite criar uma árvore de categorias para o site é essencial.

Para entender mais sobre como organizar seu site, indicamos nosso conteúdo de crawl depth para entender como a distribuição de páginas pode influenciar no rastreio do domínio!

3. Integra com outros sistemas

Para uma gestão eficiente de seu estoque, taxa de sucesso de compras, e-mail marketing, envios e outras necessidades para um e-commerce, é necessário sistemas como ERPs, CRMs e outros. Como a plataforma VTEX permite uma conexão facilitada com essas ferramentas, a gestão de todo o seu negócio online fica muito mais simples.

Para o SEO, isso é importante por oferecer uma experiência mais satisfatória para o cliente. “Mas como assim?” Eu te respondo! Para alguém que deseja fazer uma compra, é muito frustrante se deparar uma ou mais vezes com páginas que permitem iniciar a compra e só depois mostram que o produto está sem estoque.

Quando se tem uma plataforma de gestão de estoque integrada que ajuda a evitar que seu depósito fique com alguns produtos em falta, conseguimos entregar uma experiência de compra mais agradável para quem está do outro lado da tela. Isso aumenta as chances desse cliente retornar ou até nos indicar a alguém.

Todos os aspectos que ajudam nosso usuário a ficar mais feliz, navegar mais pelo site ou até interagir com comentários e reviews são do interesse do SEO!

Quais os problemas da VTEX para o SEO?

Texto em bullet point sobre os problemas da VTEX positivas para o SEO ao lado de ilustração de homem com rosto triste

Como dissemos no começo, não há plataforma de e-commerce 100% otimizada para o SEO, então, listamos alguns dos desafios mais comuns que enfrentará com essa opção de loja virtual. Mas já adiantamos: logo em seguida, traremos as otimizações que resolvem esses problemas.

1. Spider Trap na VTEX

O Spider Trap é um problema de rastreamento e consiste em um bug que faz com que o crawler do Google (ou qualquer outro buscador) rastreie de maneira incorreta o site, gerando um looping na análise de estrutura dos URLs e cause a impressão de que, naquele domínio, há infinitas páginas. No caso da VTEX, essa “armadilha” é causada pela criação não intencional e desenfreada de filtros, o que geram mais e mais URLS.

Tomamos como exemplo um site que utiliza VTEX, a Calvin Klein. Submetemos o domínio a um rastreio pela ferramenta do Screaming Frog e, em 10% da análise, a ferramenta já nos acusava 239.098 URLs. E isso é apenas um exemplo!

Se ainda não ficou claro o problema da geração infinita de páginas, vamos tentar resumir: quando temos um número exagerado de páginas, é mais difícil mostrarmos de maneira efetiva para o Google quais as mais importantes do site e quais desejamos priorizar dentro do rastreio e da indexação.

Esse bug é nativo da plataforma e, sem as configurações adequadas, ele se perpetua durante todo o tempo que alocar sua loja virtual dentro da VTEX. Para ter certeza sobre esses URLs, é legal conferirmos do Search Console. Dessa forma, é possível detectar a real quantidade de páginas indexadas e quais delas são “inúteis” para o usuário, focando nas soluções para cada tipo de problema específico.

2. Canibalização de keywords

A segunda falha identificada em todos os projetos da liveSEO que utilizam VTEX foi a canibalização de palavras-chave. Em SEO, damos esse nome quando temos dois ou mais URLs disputando a mesma keyword, isto é, um site concorrendo com ele próprio. Quando isso acontece, o buscador pode acabar não classificando nenhuma das páginas na primeira colocação por não entender qual delas responde melhor à intenção de busca.

Vamos pensar juntos: se temos o URL “www.domínio.com.br/sapatos-femininos/”, é ele que desejamos ranquear para o termo “sapatos femininos”. No entanto, por causa do Spider Trap, páginas com o slug como este “?initialMap=c&initialQuery=sapatos-femininos&map=category-1,category-2” começam a competir ranqueamento com o endereço correto de pesquisa. Isso causa uma canibalização de KWs e dificulta o buscador entender qual dessas partes do site deve ser ranqueado.

Quando em pequena escala, a canibalização nos faz perder algumas KWs e, à primeira vista, pode até pensar que não é nada demais. Porém, com o aumento desenfreado de páginas se repetindo, a perda de palavras-chave pode escalar em um nível que comprometa seriamente o tráfego do seu site.

3. Sitemaps desconfigurados

Outro problema presente nos sites que usam a plataforma VTEX e que é uma consequência do Spider Trap é o sitemap com URLs desnecessários. Se deixarmos o padrão automático que acompanha o site, o sitemap chega totalmente desconfigurado. Diversos URLs enviados no sitemap.xml aparecem com filtros e parâmetros.

É como se estivéssemos pedindo ao buscador para “gastar” seu tempo com rastreio em várias páginas (muitas vezes repetidas) com filtros “banais”. Nomeamos “banais”, pois, quando existem URLs com filtros, quer dizer que há especificações de um mesmo URL — que provavelmente já foi rastreado anteriormente.

4. Redirects nas imagens

Ao longo de nosso trabalho com diferentes e-commerces que usam VTEX, verificamos que, a partir de meados de 2018, a plataforma está entregando as imagens por meio de uma CDN exclusiva. Esse é um passo muito positivo no ponto de vista SEO, porque pode otimizar — e muito — o tempo de entrega e o carregamento das imagens. Porém os URLs delas ainda apontam para o antigo endereço e são redirecionados para a nova CDN.

Observamos que ele redireciona para um domínio de “vteximg.com.br”. Portanto, no momento que o crawler do Google passa por esse link, ele “perde” o tempo do redirecionamento que resulta em milissegundos a mais no processo.

Talvez você esteja pensando que é muito pouco tempo para influenciar, mas multiplique esses milissegundos em 10.000 imagens (sendo otimista) ou mais. Assim, somaremos vários segundos preciosos para o SEO do seu domínio.

Para mais detalhes, você pode conferir nosso conteúdo sobre validar o SEO na VTEX no webinar feito pelo nosso especialista e CEO, Lucas Maranho!

Quais as melhorias em SEO que podemos fazer na plataforma VTEX?

Veja agora 5 ideias de otimizações que podem ser feitas nos sites VTEX e que irão ajudar o SEO da sua empresa!

1. Inclusão de robots.txt

A primeira solução que pode (e deve!) ser implementada em sua loja na VTEX são os robots.txt. Cada site que leva o SEO a sério precisa ter um arquivo desse tipo no seu diretório principal (dominiodosite.com.br/robots.txt). Nele, são inseridas diretrizes para os motores de busca, indicando quais páginas não devem ser indexadas.

Após uma análise completa do site VTEX, podemos adicionar diretrizes para evitar que o buscador gaste tempo com páginas irrelevantes. Dessa maneira, iniciamos a solução para o caso de Spider Trap da plataforma.

2. Uso da tag NoIndex

A meta tag noindex é um recurso essencial no arsenal de quem planeja o SEO de um site. Essa etiqueta de link serve para sugerir ao crawler quais páginas do seu domínio devem ser indexadas pelos motores de busca e quais não. Essa tag pode ser adicionada ao código HTML de páginas específicas, principalmente naqueles de filtro.

Isso é especialmente útil para evitar que páginas irrelevantes, duplicadas ou de baixa qualidade sejam indexadas, preservando a relevância e a qualidade geral do site aos olhos dos mecanismos de busca. Portanto, a correta implementação da meta tag noindex é uma estratégia poderosa para direcionar o tráfego dos motores de busca para as páginas mais importantes e valiosas do seu site.

3. Organização do sitemap

Como já foi falado no vídeo, sitemap é um arquivo XML que forma, literalmente, um mapa de links essenciais que enviamos para os motores de busca. Portanto, é importante retirarmos todos os URLs “extras” que não agregam em nada para a experiência do usuário e os links com filtros que possam repetir os mesmos produtos já rastreados. Utilize o Google Search Console para ajudar a organizar e validar o sitemap do seu domínio!

Aprenda sobre ferramentas para monitorar o SEO do site em nosso conteúdo sobre o tema!

4. Otimizar os links de imagens

Quando as imagens são redirecionadas, enfrentamos um desafio significativo em termos de crawl budget. Otimizar os links significa melhorar a eficiência do rastreamento pelo Google em seu site. Considere quantos URLs adicionais o crawler pode rastrear se eliminarmos o “tempo perdido” envolvido no redirecionamento de imagens.

Isso resulta em uma indexação mais rápida e abrangente das páginas importantes do seu site, melhorando, assim, sua visibilidade nos resultados de pesquisa.

5. Editar os meta tags

Otimizar as meta tags, que são os títulos e as descrições que vão aparecer na página de busca, é essencial para evitar a canibalização de palavras-chave. Ou seja, ao garantir clareza, especificidade e uso de palavras-chave exclusivas em cada meta tag, é possível evitar a competição interna entre páginas do mesmo site.

Essas melhorias são cruciais para manter a relevância e a autoridade de cada página individualmente, maximizando o potencial de classificação nos mecanismos de busca.

Bom, esse foi nosso resumo sobre os aspectos da plataforma VTEX para o SEO de sua empresa. Conta para a gente aqui nos comentários, você utiliza VTEX no seu site? Já sabia desses problemas que trouxemos e das suas soluções?

Para ficar por dentro de mais dicas, novidades e estratégias do mundo SEO, acompanhe o blog da liveSEO e nossos webinars. E para descobrir mais sobre aqueles termos técnicos do SEO que nos confundem quando começamos a estudar sobre o assunto, acesse o Dicionário da liveSEO!

Lucas Maranho
Lucas Maranho
Fundador da liveSEO, Agência com foco em SEO que atende e já atendeu E-Commerces no Brasil, Espanha, Estados Unidos, Israel, Paraguai e Polônia, Chile, Colombia, México, desenvolvendo o SEO técnico e de conteúdo com foco em resultados orgânicos.
Especialistas participantes:

Lucas Maranho

CEO / Founder

Fundador da liveSEO, Agência com foco em SEO que atende e já atendeu E-Commerces no Brasil, Espanha, Estados Unidos, Israel, Paraguai e Polônia, Chile, Colombia, México, desenvolvendo o SEO técnico e de conteúdo com foco em resultados orgânicos.