Imagem com título Guia definitivo com as melhores práticas e do lado direito uma imagem em vetor de uma menina subindo um novo artigo

SEO para blog — Guia definitivo com as melhores práticas

Guia fundamental de SEO para blog

O SEO para blog vai muito além da criação de conteúdo: é uma estratégia essencial para se posicionar no cenário competitivo dos motores de busca. Este conjunto de técnicas abrange desde a produção de conteúdo direcionado para intenções de busca específicas até a otimização técnica do site.

Neste guia, descubra como o SEO para blog pode aumentar a visibilidade nos motores de busca e impulsionar o tráfego orgânico qualificado.

Vem comigo, Sarah Anselmo, especialista em conteúdo SEO, entender como otimizar o SEO do seu blog, conhecer as principais estratégias para aprimorá-lo e ver dicas valiosas de ferramentas e plataformas que ajudam a tornar o trabalho de impulsionamento orgânico mais fácil.

1, 2, 3… Decolar!

Imagem com título 11 passos para otimizar o SEO para blog e do lado direito um vetor de uma engrenagem e um infográfico de crescimento 11 passos para otimizar o SEO para blog

O processo de otimização de SEO para um blog envolve uma série de passos essenciais para melhorar a visibilidade nos motores de busca e atrair tráfego qualificado. Selecionei 11 para você conhecer:

1. Concentre-se em palavras-chave long tail

Quando se trata de otimizar o SEO do seu blog, uma abordagem focada em palavras-chave de cauda longa pode ser um diferencial significativo. Palavras-chave de cauda longa são mais específicas e detalhadas, proporcionando uma correspondência mais precisa com as intenções de pesquisa do usuário.

Além disso, como essas palavras-chave são mais específicas, geralmente enfrentam menos concorrência do que termos mais genéricos. Isso aumenta suas chances de classificação mais alta nos resultados de pesquisa, especialmente se você estiver em um nicho competitivo.

2. Aplique essas palavras-chave em partes específicas do seu post

Não basta definir as palavras-chave da sua estratégia de SEO para blog, também é importante integrá-las em locais específicos e que proporcionem uma relevância maior na ampliação do sinal dessas palavras. Alguns espaços mais importantes para incluí-las são:

  • Título do post;

  • URL da página;

  • Primeiro parágrafo;

  • Cabeçalhos e subtítulos;

  • Links internos;

  • Title e description;

  • Texto alternativo das imagens.

Contudo, essa inclusão precisa ser equilibrada para não configurar keyword stuffing — prática punível pelo Google. Para garantir que o conteúdo deixe explicito o sinal da KW (keyword) que você deseja ranquear para a página, é importante eleger outras que tenham relação semântica e lexical com a em foco.

3. Seu blog deve ser otimizado para mobile friendly

Você está acessando esse conteúdo de qual tipo de dispositivo: smartphone, computador, tablet…? Hoje, 62% das pessoas acessam a internet apenas pelo celular, segundo pesquisa do Comitê Gestor da Internet no Brasil. Logo, ignorar essa parcela significativa de audiência pode resultar em perda de tráfego e oportunidades.

Blogs otimizados para dispositivos móveis oferecem uma experiência de usuário mais fluida e agradável, independente do tamanho da tela. Isso pode refletir em um aumento de permanência do usuário, reduzir a taxa de rejeição e em uma maior probabilidade de compartilhamento em redes sociais e outras mídias.

Outro fator é que motores de busca, como o Google, consideram a otimização para dispositivos móveis como um fator de classificação. Blogs que não são mobile friendly podem ter uma classificação inferior nos resultados de pesquisa para usuários em dispositivos móveis.

4. Ajuste o title e description para melhorar o SEO on SERP

O title e a description de uma página é um convite para o clique do usuário. E assim como qualquer convite, precisa deixar claro as principais informações sobre o “evento” (ou no nosso caso aqui, o conteúdo que deverá ser acessado) para quem estiver lendo.

Em termos de SEO, essas informações podem variar conforme a intenção de busca da página, mas algumas práticas se repetem, como a inclusão da palavra-chave principal, esclarecimento ou descrição do que o usuário irá encontrar, proposta de valor e CTA —chamada para ação.

Vale lembrar que o conteúdo para title e description deve ser conciso, principalmente por termos certas limitações na página de SERP. Nesse caso, para titles recomenda-se no máximo 55 caracteres e para descriptions 150.

Você pode entender como otimizá-los assistindo nosso Webinar exclusivo, comigo e com o Head de SEO técnico, Henrique Zampronio. Dá uma olhada:

5. Otimize suas imagens e inclua alts relevantes

Ao aprimorar a otimização de suas imagens, você não apenas contribui para uma experiência visual atraente, mas também impulsiona o desempenho do seu blog nos motores de busca. Por isso, antes de fazer o upload, comprima suas imagens para garantir que elas não comprometam a velocidade de carregamento da página.

Ao salvar suas imagens, forneça nomes de arquivo descritivos e relevantes ao conteúdo da imagem. Evite nomes genéricos como “imagem1.jpg” e proponha um texto alternativo (alt tag) que descreva sucintamente o conteúdo da imagem.

6. Use estruturas de URL que ajudem seus visitantes

Um URL clara e compreensível beneficia seus visitantes, mas também contribui para uma melhor compreensãoda página pelos motores de busca. Ao olhar para um URL, os visitantes devem ter uma ideia clara do conteúdo a qual ela se refere. Integrar palavras-chave relevantes ajuda os visitantes e o algorítimo a entenderem instantaneamente o conteúdo da página.

Outra prática importante é organizar o URL de maneira hierárquica e refletindo a estrutura do seu site, para tornar a navegação mais intuitiva e indicar a relação entre diferentes seções do blog. Entenda mais sobre a otimização de URLs em nosso guia completo sobre o assunto.

7. Crie links internos para conduzir o usuário pelo funil

A linkagem interna proporciona uma experiência de navegação mais rica e coesa para os leitores. Ao fornecer links para conteúdos relacionados dentro do seu blog, você ajuda os usuários a explorarem temas relacionados, aumentando o tempo de permanência.

Ao alinhar a linkagem interna com a estratégia de Topic Cluster, você proporciona uma teia semântica e temática, estabelecendo relevância para os usuários e para os mecanismos de pesquisa.

Indo além, esses links no conteúdo podem ser usados para aprimorar a navegação e criar oportunidades de afunilamento pela jornada do usuário. Para isso, você precisa posicioná-los estrategicamente, colocando aqueles que deseja que o usuário acesse em evidência, em locais que retém a maior atenção do usuário e por meio de CTAs.

Leia também: Link Juice: O que é, principais técnicas e a importância

8. Observe os primeiros resultados da busca antes de escrever seu conteúdo

Ao analisar os primeiros resultados, você compreende melhor quais tópicos são considerados relevantes pelos motores de busca. Isso ajuda a direcionar seu conteúdo para atender às expectativas da persona.

Além disso, ao compreender o que os concorrentes estão oferecendo, você pode criar conteúdo que se destaque, adicionando elementos diferenciadores que cativam a atenção do seu público.

Aproveite para conferir: Qual tamanho ideal para um post

9. Quando necessário, aplique o Content Pruning

À medida que o tempo passa, seu conteúdo vai ficando obsoleto. Por isso, de tempos em tempos, é importante revisar e remover ou atualizar informações que podem estar desatualizadas, irrelevantes ou não contribuindo para seus objetivos.

Ao aplicar o Content Pruning, você coloca ênfase na qualidade do conteúdo em detrimento da quantidade. Isso fortalece a autoridade do seu site e melhora seu posicionamento nos motores de busca.

Conteúdo desatualizado ou desnecessário pode complicar a navegação do usuário. A poda ajuda a simplificar a estrutura do seu site, tornando a experiência de navegação mais intuitiva.

10. Escreva para se posicionar com Featured Snippets

Os Featured Snippets, ou trechos em destaque, ocupam um lugar privilegiado nos resultados de pesquisa, proporcionando uma oportunidade única para impulsionar a visibilidade do seu conteúdo. Para isso você deve:

  • Compreender os tipos de Featured Snippets;

  • Responder diretamente à pergunta do usuário;

  • Utilizar listas e tabelas conforme a intenção de busca;

  • Oferecer respostas concisas, mas que abranjam o suficiente para fornecer valor;

  • Pesquisar as perguntas mais frequentes feitas pelos usuários relacionadas ao seu tópico e respondê-las;

  • Promover hierarquia entre os tópicos do texto por meio de tags;

  • Manter o conteúdo atualizado;

  • Adicionar dados estruturados;

  • Explorar diferentes formatos de conteúdo: vídeo, áudio, infográfico;

  • Posicionar-se como autoridade no assunto.

11. Incorpore outros tipos de mídia otimizada

Você percebeu que nesse conteúdo trouxemos outras mídias para torná-lo mais rico de informações, como vídeos e imagens. Ao diversificar o conteúdo com diferentes tipos de mídia otimizada, estamos atendendo às preferências variadas do público e maximizando as oportunidades de ser destacado nos resultados de pesquisa.

Ao invés de depender exclusivamente do texto, enriqueça seu conteúdo com imagens de alta qualidade, gráficos e ilustrações que não só complementam a informação, mas também proporcionam uma experiência visual cativante.

Você também pode investir em uma série de outras mídias, como vídeos, áudios e, em certos nichos, até memes e gifs. O importante é tornar o texto mais relevante em informações e promover uma navegação mais dinâmica para o usuário.

Imagem com título Principais estratégias de conteúdo SEO e logo embaixo os tópicosPrincipais estratégias de conteúdo SEO para blog

A eficácia de um blog na web é diretamente proporcional à qualidade do seu conteúdo e à aplicação de estratégias de SEO adequadas. Conheça as principais:

Topical Authority

A Autoridade Tópica, ou Topical Authority em inglês, refere-se à expertise e reconhecimento que um site, blog ou indivíduo conquista em um tópico específico. Em termos simples, é a medida pela qual uma fonte é considerada uma autoridade confiável e informada em um determinado assunto.

Algoritmos de motores de busca, como o Google, valorizam a Autoridade Tópica ao classificar páginas que demonstram profundo conhecimento e relevância em um tópico específico.

Assim como inúmeras estratégias em SEO, a Autoridade Tópica também implica em outras táticas, como a definição do EEAT de um domínio e a organização de tópicos de conteúdo (Topic Cluster).

Para garantir que seu blog seja reconhecido como autoridade em um tópico de especialidade, é necessário promover contéudo de qualidade, atualizado e que resolva a dor do usuário. Também é importante se manter presente em debates da comunidade da qual faz parte e participar em eventos.

Topic Cluster

O Topic Cluster, ou “Tópicos de Conteúdo” em português, é uma estratégia de SEO que visa criar uma arquitetura de conteúdo interconectada e otimizada para motores de busca. Essa abordagem organiza o conteúdo em torno de um “Pilar de Conteúdo” central, vinculando a ele conteúdos relacionados e mais específicos, conhecidos como “Conteúdos Satélites”.

Em resumo, o Topic Cluster é organizado da seguinte forma:

  • Pilar de Conteúdo: tópico amplo e relevante para o seu negócio ou nicho;

  • Clusters de Conteúdo (satélites): subtemas ou aspectos específicos do Pilar de Conteúdo;

  • Links Internos: links internos entre o Pilar de Conteúdo e os Satélites, e vice-versa para fortalecer a relação entre esses conteúdos e facilitar a navegação do usuário.

Essa estratégia proporciona a obtenção de uma Autoridade Topica, pois garante que uma determinada temática será trabalhada de maneira completa, solucionando as principais dúvidas dos usuários. Aliás, também promove melhoria da experiência do usuário, aumento de autoridade, atração de tráfego segmentado e geração de leads mais quentes.

Pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave é o alicerce de qualquer estratégia de SEO. Essa prática orienta a otimização de conteúdo para motores de busca e também ajuda a compreender e atender as intenções dos usuários. Assim, elas podem ser classificadas em:

  • Informacionais: buscas para obter informações e/ou aprender algo;

  • Transacionais: buscas para comprar;

  • Inspiracionais: buscas relacionadas a inspiração, muito atribuidas a nichos de estética, moda, beleza e decoração;

  • Navegacionais: buscas para encontrar um site específico.

De maneira geral, as keywords mais trabalhadas em um blog são as informacionais e inspiracionais, pois estão diretamente ligadas ao objetivo do canal: informar e educar pessoas em um determinado nicho de especialidade.

Basear a estratégia de conteúdo em palavras-chave permite criar tópicos e abordagens propensos a atrair um tráfego mais qualificado, ou seja, visitantes interessados no conteúdo específico oferecido pelo blog.

Essa pesquisa deve ser feita de maneira estratégica, a fim de garantir o ranqueamento adequado da página e evitar a canibalização der keywords. Nesse caso, você pode contar com ferramentas específicas e que irão aprimorar a busca pela KW ideal, como GSC, Semrush, Ahrefs e outras.

Content Pruning

O Content Pruning, ou “poda de conteúdo” em português, é uma estratégia de gestão de conteúdo na qual você identifica, revisa e remove ou atualiza conteúdos obsoletos, desatualizados, ou de baixo desempenho. Essa prática visa otimizar a qualidade e a relevância do conteúdo disponível, melhorando a experiência do usuário e o desempenho nos motores de busca.

Essa tática pode/ deve ser aplicada no blog quando temos:

  • Conteúdo desatualizado;

  • Páginas com baixo desempenho;

  • Textos com poucas palavras e irrelevantes;

  • Conteúdos promocionais e temporais que não fazem mais sentido;

  • Conteúdo com URLs datas;

  • Em casos de recategorização e clusterização do blog;

  • Quando há canibalização de páginas;

  • Para manutenção regular.

Fique por dentro das melhores práticas de Content Pruning com a nossa Head de Implantação, Lorena Martins, e Lucas Maranho, CEO da liveSEO. Assista nosso Webinar.

CRO básico para blog

A Otimização da Taxa de Conversão (CRO, do inglês Conversion Rate Optimization) é um conjunto de práticas e estratégias com o objetivo de melhorar a eficiência de um site, convertendo visitantes em ações desejadas, como compras, inscrições, downloads ou qualquer outra forma de interação desejada.

Você não precisa ser um expert em CRO para trabalhar boas práticas logo na elaboração dos textos! Na própria aplicação dos links é possível usar algumas táticas para aprimorar a Taxa de Conversão, como incluir likagens internas para afunilar a jornada em locais de maior atenção do usuário, por exemplo, na primeira dobra da página.

A questão aqui é que o blog pode ir além do aumento de tráfego, ampliação do reconhecimento da marca e ganho de KWDs importantes. É possível aprimorá-lo para promover um aumento da própria taxa de conversão e potencializar vendas.

Mas, veja bem, não adianta escrever um conteúdo cheio de links e incluir banners e botões por todo o blog. É preciso considerar também a própria experiência do usuário. Aqui no blog da liveSEO, a nossa Coordenadora de Revisão, Aline Francisco, te explica como aplicar UX no Conteúdo SEO para encantar o usuário. Deixa em segunda aba para conferir depois!

Ferramentas para aprimorar o SEO do seu blog

Existem várias ferramentas disponíveis para aprimorar o SEO do seu blog, oferecendo insights valiosos, análises detalhadas e sugestões para otimizar o desempenho nos motores de busca. Veja:

  • Google Search Console: fornece informações detalhadas sobre como o Google vê seu site. Permite monitorar o desempenho de pesquisa, corrigir problemas de indexação, receber alertas sobre erros e muito mais;

  • Google Analytics: disponibiliza dados abrangentes sobre o tráfego do seu site, comportamento do usuário, fontes de tráfego e muito mais. Ajuda a entender o desempenho e a tomar decisões informadas;

  • Ahrefs: além de análises de backlinks, a Ahrefs possui uma poderosa ferramenta de pesquisa de palavras-chave. Ela fornece métricas detalhadas de volume de pesquisa, dificuldade e CPC;

  • Semrush: oferece insights sobre palavras-chave, análises de concorrentes, auditorias de SEO, rastreamento de posição e muito mais;

  • Answer The Public: ajuda a identificar perguntas relacionadas a palavras-chave específicas, o que pode ser útil para criar conteúdo direcionado a Feature Snippets;

  • Google Trends: ótima para insights sobre tendências de pesquisa, permitindo que você ajuste seu conteúdo para estar alinhado com os interesses atuais dos usuários.

Para conhecer outras opções, veja nosso conteúdo sobre as melhores ferramentas de busca e análise de palavras-chave. São 10 versões para atender os mais diversos contextos de uso dos analistas e redatores em SEO.

Plataformas de blog que facilitam o trabalho de SEO

Algumas plataformas de blog são conhecidas por facilitar a implementação de práticas de SEO e oferecer recursos que auxiliam na otimização do conteúdo para os motores de busca. Conheça cinco:

WordPress

O WordPress é uma das plataformas de blogs mais utilizadas e é altamente amigável para SEO. Ela oferece uma variedade de plugins, como o Yoast SEO, que facilitam a otimização de conteúdo, meta descrições, títulos, e outros elementos-chave.

Em geral, o principal problema do WordPress é a segurança. Por ser um CMS muito utilizado e de código aberto, acaba se tornando muito vulnerável a ataques. Porém, com boas praticas o problema em pode ser evitado.

Se você deseja investir no WP, mantenha os plugins e temas atualizados, tenha um plugin de segurança, utilize um Cpanel isolado para cada instalação e sempre garanta um bloqueio dos comentários de spam.

WIX

Wix é uma plataforma de construção de sites que inclui ferramentas de SEO integradas. Permite personalizar elementos importantes, como meta tags, URLs e descrições. Um dos principais pontos negativos é a velocidade do carregamento.

Os sites WIX são hospedados diretamente no servidor WIX e não têm uma abertura para a troca, ficando limitado, muitas vezes, ao carregamento das páginas.

Blogger

O Blogger, do Google, é uma opção gratuita que possui integração direta com o Google. É simples de usar e inclui configurações básicas de SEO.

Embora permita personalizar títulos e descrições, o Blogger oferece menos ferramentas e plugins específicos de SEO em comparação com plataformas como o WordPress.

O blog para além de tráfego e ranqueamento de palavras

Quando pensamos no blog como uma estratégia para impulsionamento de tráfego orgânico, sempre consideramos dois pricipais benefícios: o aumento de tráfego qualificado e a amplicação do sinal de palavras-chaves importantes para a estratégia do cliente.

Fato é fato, só essas duas razões já são suficientes para implementar o blog como parte da sua estratégia SEO. Só que não é só isso!

O compromisso do Google sempre foi com os usuários, por isso a preocupação em incluir no índice do buscador somente conteúdos que respondam a intenção de busca e agreguem a experiência.

Ter um blog com conteúdo de alta qualidade promove identificação com o público, segmenta melhor as buscas através de textos adequados para cada etapa da jornada do usuário, aumenta o reconhecimento da marca e inspira bons feedbacks. Isso tudo agrega a estratégia de SEO e solidifica a marca como referência no nicho em que atua. E ser autoridade é importante para o Google!

O “porquê” deve ser que você está criando conteúdo principalmente para ajudar as pessoas, que seja útil para os visitantes que acessam seu site diretamente. Ao fazer isso, você se alinha ao E-E-A-T em geral, ao que nossos principais sistemas de classificação buscam recompensar.

Developers Google – Recomendações para elaboração de conteúdo útil

Além disso, você pode unir o SEO de blog com outras estratégias para impulsionar melhores resultados. É o que explica Rodolfo e Rodrigo, especialistas em CRM, no Webinar com Lucas Maranho, CEO da liveSEO.

Neste Master Class, os três conversam como alinhar as duas frentes pode ser muito enriquecedor para estratégias de segmentação e fidelização de público. Aproveite e confira!

Espero que tenha curtido o conteúdo de hoje! Nos vemos na próxima missão.

Deixe um comentário

Posts relacionados